STJ nega liminar a Ney Santos

Por Williana Lascaleia, da Redação Online

Prefeito eleito e foragido há 48 dias Ney Santos teve na tarde desta quarta-feira, 25, o pedido de liminar protocolado na última segunda-feira, 23, no Superior Tribunal Justiça, STJ, negado pelo ministro Sebastião Reis Junior.
Na manhã desta quarta-feira a Câmara cancelou a sessão extraordinário que foi marcada para dar posse ao prefeito e ao vice-prefeito eleitos nas eleições de outubro de 2016 por falta de quórum. Somente Peter Calderoni e 2 vereadores compareceram à sessão.
Ney Santos teve sua prisão decretada na primeira fase da operação Xibalba, desde então está foragido. Santos é acusado de associação a facção criminosa, lavagem de dinheiro e tráfico de drogas.
A diplomação dos eleitos estava marcada para o dia 19 de dezembro, mas foi cancelada pela justiça. Em 1 de janeiro o vereador e presidente da Casa, Hugo Prado, assumiu a prefeitura como prefeito interino.
No último dia 12 o desembargador Napoleão Nunes Maia Filho autorizou a diplomação de Ney e de seu vice.
Na próxima sexta-feira, 27, as 17h, haverá no plenário da Câmara Municipal uma nova sessão de posse.

Foto: Jornal na Net

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.