Parceria entre CUFA e Prefeitura beneficia moradores de favelas de Taboão da Serra


A pandemia do novo coronavírus gerou uma crise sem precedentes em todo o mundo: redução nas jornadas de trabalho e salários, desemprego e fome. Isso sem contar os aspectos relacionados à saúde. A situação fica ainda mais grave quando analisamos as finanças das famílias em situação de vulnerabilidade social.

Segundo pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva/Data Favela, 80% dos moradores de favelas do país tiveram a renda familiar reduzida durante a pandemia. Dos 3.321 entrevistados, 45% afirmou contar com menos da metade da renda familiar normal e 35% informou que perdeu toda a renda. A pesquisa ocorreu entre os dias 19 e 22 de junho de 2020 e ouviu moradores de 239 favelas de todo o País.

Pensando em minimizar os efeitos da crise do novo coronavírus, a Central Única das Favelas de Taboão da Serra (CUFATaboãoSP) firmou uma parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania que está beneficiando moradores de favelas de todo o município, como as do Morro do Sabão, Jardim Leme, Silvio Sampaio, Parque São Joaquim, Clementino, Jardim Iracema, São Judas, Vila Mafalda, Mituzi e Vila Iasi.

A CUFATaboãoSP arrecada cestas básicas, kits de higiene, entre outros produtos e a Secretaria de Assistência Social e Cidadania, por sua vez, fornece transporte e viabiliza a retirada e a entrega das doações.  “A parceria não tinha hora melhor para vir, já que a pandemia gerou esse efeito dominó em todo o planeta terra. A gente entende que é um momento de dificuldade para todos. Ninguém sabe o que fazer ou como resolver” explica o coordenador geral da CUFATaboãoSP Marcos Rocha, mais conhecido como Nego Marcos. “A única certeza que a gente tem é que têm pessoas perdendo o emprego, pessoas com fome e entende que nenhum governo em si só tem condições de suprir tudo isso”, completa.

Em parceria com a Prefeitura, já foram distribuídas de mais de 100 toneladas de alimentos com a entrega de cestas básicas, mais de 10 mil kits de limpeza, 1 mil máscaras de proteção facial laváveis, 10 mil unidades de álcool em gel, 15 mil unidades de álcool higienizador. Também foram entregues 300 kg de salsichas, 300 cremes para cicatriz Cicatricure e 300 cremes redutor de pelos. 

Em ações especiais, foram doados 282 botijões de gás em parceria com a Supergasbrás; 100 pares de sandálias Havaianas via Agência Solano Trindade e 460 frangos para mães da favela numa ação de Dia das Mães. Além disso, 74 mães foram cadastradas no PicPay para receber auxílio no valor de R$ 120,00 por dois meses. 

“Fica muito evidente neste momento de crise a importância do Terceiro Setor, como é o caso da CUFA, que tem mostrado para nós, Poder Público, o quanto é importante a parceria e sermos solidários. Em nome de toda a cidade e das pessoas que mais necessitam e que estão sendo beneficiadas agradeço a atuação da CUFA de Taboão da Serra. Continuem nesse propósito”, afirmou o prefeito Fernando Fernandes.

Já a secretária de Assistência Social e Cidadania, Arlete Silva, também agradeceu a CUFATaboão pela parceria. “Agradeço imensamente a CUFATaboão e ao prefeito Fernando Fernandes por sempre possibilitar o atendimento das famílias em situação de vulnerabilidade e, principalmente nesse momento que mais precisam”, disse Arlete Silva.

CUFA

A Central Única das Favelas (CUFA) existe há 20 anos e está presente em 17 países, 22 estados brasileiros e em mais de 4 mil favelas só no estado de São Paulo. A CUFA é uma organização que promove atividades nas áreas da educação, lazer, esportes, cultura e cidadania e foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas, principalmente negros, que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente sua vontade de viver. 

CUFATaboãoSP

A CUFATaboão surge durante a pandemia do novo coronavírus, quando um leque de contatos de pessoas entendiam que esse grupo poderia ser um potencial “braço” da CUFA Brasil dentro do município.  

Atualmente, por conta da pandemia do novo coronavírus, a atuação da CUFATaboão tem sido amenizar ao máximo possível a fome, mas a equipe já pensa no pós pandemia. “Temos vários projetos pós pandemia, que é a retomada da economia, a geração de renda dentro da favela, o empreendedorismo. Essas são algumas pautas que já estão flutuando dentro da CUFA Brasil e a gente quer trazer isso dentro da cidade”, afirma Nego Marcos.

Além do coordenador geral Nego Marcos, a CUFATaboão conta com o apoio de Jairo Benedito, que cuida da logística; Ana Paula, que faz o atendimento emergencial; da advogada Dra. Flávia Brito, responsável pela parte jurídica, cadastro e triagem; Jessica Santos, responsável pela produção e montagem das cestas básicas; além da da assistente social Sueli Santos e Jaque Sousa da Comunicação. 

Para conhecer mais sobre o trabalho e atuação da CUFA e da CUFATaboão, acesse www.cufa.org.br ou siga a organização nas redes sociais.Serviço:
www.cufa.org.br
Facebook CUFATaboãoSP: www.facebook.com/Cufataboãosp-106577454389792/
Facebook CUFA Brasil – https://www.facebook.com/cufabr/
Instagram: @cufataboaosp


Por Vera Sampaio

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.