Violência contra mulher será combatida com botão do pânico


Nesta terça-feira, 21, o vereador Anderson Nóbrega apresentou um projeto na Câmara Municipal que será de grande ajuda às mulheres vítimas de violência doméstica que possuem medida protetiva. É o botão do pânico.

“Apresentei um projeto de lei aqui na Casa do botão do pânico. É mais segurança para as mulheres, mais agilidade. […] Qualquer homem fizer qualquer ato contra uma mulher ela terá no celular, no app esse botão que tocara diretamente na central da GCM podendo salvar a vida dessa pessoa”, declarou Anderson Nóbrega.

A vítima que já teve medida protetiva decretada terá um aplicativo no celular e ao se encontrar em risco basta apertar o botão vermelho que toca uma sirene no COI, Centro de Operações e Inteligência, onde aparece na tela do computador a foto de quem tem a medida protetiva, a do agressor e a localização do fato permitindo assim que a viatura mais próxima possa prestar socorro e auxiliar a vítima.

“Teve um caso de violência na sua casa você é uma mulher que está sendo agredida. Já tem a medida protetiva é só apertar o botão. [A sirene toca]. Não precisa informar o endereço porque já é georeferenciado. Você pode apertar em qualquer lugar a gente já sabe onde a vítima está. E já faz a prisão em flagrante, em tese, pelo fato de descumprimento de medida protetiva”, explicou Rodrigo Falcão, secretário de segurança de Taboão.

Clique aqui é veja o vídeo da visita do vereador Anderson Nóbrega ao COI para ver a apresentação do projeto feita pelo secretário Rodrigo Falcão.

Por Williana Lascaleia, da Redação Online

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.