Analice aponta necessidade de expansão do AME de Taboão

AME é de responsabilidade do Estado e atende a região

A expansão do atendimento dos serviços do AME foi o tema central levado pela deputada Analice Fernandes ao secretário de Saúde do Estado de São Paulo, José Henrique Germann, participaram da reunião, que aconteceu dia 26 de agosto, o prefeito de Taboão da Serra, Fernando Fernandes e a secretária de Saúde, Raquel Zaicaner.

Segundo a deputada Analice um estudo feito com a Secretaria de Saúde de Taboão e a direção do AME Taboão apontam a necessidade de aumento na oferta de serviços. “O AME tem capacidade física, o que precisamos é que a Secretaria autorize o aumento de procedimentos e de profissionais, o que seria muito bom para o sistema de saúde de toda a região, e não apenas de Taboão, já que o AME tem um papel regional”, explica a deputada Analice.

O documento entregue especifica as especialidades a serem expandidas, dentre elas um centro oftalmológico, implementação de um centro cirúrgico para pequenas cirurgias no modelo Hospital Dia, tendo como finalidade a diminuição de pacientes direcionados ao Hospital Geral do Pirajussara, aumento dos exames oferecidos, assim como de consultas nas especialidades de cardiologia, cirurgia vascular e dermatologia, podendo está última ser implantada também com auxílio da Telemedicina, para dar apoio às Unidades Básicas de Saúde.

A deputada Analice também solicitou investimento para a compra de dois ultrassons, um histeroscópio completo, um bisturi ultrassônico para ginecologia, um raio-X digital completo e um aparelho para core biopsy, que seriam destinados ao Centro de Atenção à Saúde da Mulher.

O prefeito Fernando Fernandes ressaltou a estruturação da saúde no município, com o Hospital Geral do Pirajuçara, o AME, 3 Pronto-Socorros sendo que o da Antena possui unidades intensivas, Centro de Especialidades, o Centro de Referência da Mulher, Centro de Especialidades Odontológicas, 15 Unidades Básicas de Saúde, Maternidade Municipal, unidade semi-intensiva, SAMU, CAPS Álcool e Drogas e Infantil. Além disso, destacou também que 34% do orçamento é investido em saúde.

“Precisamos do apoio do Estado para a média e alta complexidade, para que o município possa investir na prioritariamente na atenção básica”, explica o prefeito Fernando Fernandes.

O secretário de Saúde Germann se prontificou a analisar o pedido com o corpo técnico da Secretaria. 

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.