Audiência Pública discute alterações no plano diretor

Por Williana Lascaleia, da Câmara Municipal

Nesta quarta-feira, 19, a Secretaria de Habitação e Meio Ambiente promoveu uma audiência pública para apresentar as propostas de alterações do Plano Diretor que inclui três equipamentos públicos e regularização de áreas no município. As propostas ainda precisam serem aprovadas pelo poder legislativo.

Plano Diretor pretende fazer justiça social – Foto: Williana Lascaleia

Essas propostas incluem regularizar imóveis que estão em área diferente da realmente designada para aquela função; como no jardim Salete onde a área é de industria, mas, na prática, é predominantemente residencial. Serão mais de 600 lotes, incluindo industrias, residencias, comerciais, além do Parque das Hortência que irá abrigar uma escola de meio ambiente, uma escola de educação de trânsito e um equipamento de cultura, sem derrubar uma única árvore.

“Vamos garantir a preservação do Parque das Hortências, mas vamos incluir dentro do Parque pelo menos três presentes para nossa cidade. O primeiro é um equipamento de cultura modelo que já tem recurso garantido pela Deputada Estadual Analice Fernandes, o segundo é uma escola de trânsito, onde poderemos fazer com nossas crianças aula de educação de trânsito, e uma escola do meio ambiente. Vamos ter três espaços maravilhosos dentro do parque. Três equipamentos públicos de primeira geração que de uma vez só vai levar cultura, educação no trânsito e educação ambiental [para a população]. Toda área verde do Parque será mantida.”, declarou a secretaria Sandra.

Segundo a Secretária de Habitação e Meio Ambiente, Sandra Pereira, estas alterações fazem deste plano diretor o plano da justiça, pois ele realmente faz justiça aos proprietários de imóveis, comerciais ou residências na cidade. No futuro, se quiserem construir um condomínio ali no Parque não será possível, pois o plano diretor “veta essa possibilidade”.

Os vereadores Cido e Ronaldo Onishi também participaram da audiência.

O Plano Direitor ainda vai ser discutido em plenário juntamento com os vereadores para só então ser submetido a votação.

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.