Bancos pedem que beneficiários do INSS e aposentados evitem aglomerações nas agências em período de pagamento


O pagamento aos beneficiários do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e de aposentados, que ocorre entre os dias 25/03 e 07/04, tem gerado recomendações de profissionais de saúde e funcionários de instituições financeiras para que se evitem aglomerações nas agências bancárias, por conta da pandemia do novo coronavírus. As orientações são direcionadas especialmente para as pessoas que integram o grupo de risco da doença. 

A fim de organizar o atendimento e evitar acúmulo de pessoas nas agências bancárias, os profissionais de saúde e os funcionários das instituições financeiras solicitam que os beneficiários evitem ir aos bancos para sacar dinheiro em espécie e prefiram pagar suas compras nos estabelecimentos comerciais que estão em funcionamento por meio do cartão do benefício. Além disso, os bancos disponibilizam uma série de canais para atendimento a distância, como centrais de relacionamento com o cliente via telefone, redes sociais, aplicativos de mensagem e o próprio site das instituições financeiras (internet banking). Grande parte da demanda dos clientes pode ser solucionada por esses canais. 

O INSS também dispensou a apresentação da prova de vida feita anualmente pelos beneficiários por um período de 120 dias, contados a partir de março. Mesmo quem não apresentar a prova de vida no período, continuará a receber o benefício. A medida inclui também a dispensa do agendamento para realizar o procedimento em domicílio e vale tanto para os beneficiários que residem no Brasil, quanto para os que moram no exterior.

Em casos em que a presença nas agências bancárias é imprescindível, a recomendação é que se mantenha uma distância de, pelo menos, dois metros entre as pessoas. Qualquer dúvida sobre o pagamento do benefício e demais assuntos que envolvam o INSS pode ser sanada pelo site gov.br/meuinss ou por meio da central telefônica 135.   

TABOÃOPREV

A TaboãoPrev, autarquia previdênciária do município de Taboão da Serra, também suspendeu, porém pelo prazo de 76 dias, o recadastramento obrigatório dos aposentados e pensionistas. A medida, até o momento, é valida de 16/03 a 31/05. Vale ressaltar que a suspensão não acarretará prejuizos ao beneficiários.  


Por Victor Simões 

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.