Governo Aprígio abrirá 30 novos leitos para COVID-19

Prefeito Aprígio criará 30 novos leitos em Taboão com custo menor transformando UBS Clementino em Pronto Atendimento à Covid-19 sem prejudicar pacientes agendados que serão realocados para unidades próximas - Fotos: Ian de Freitas / PMTS
Prefeito Aprígio criará 30 novos leitos em Taboão com custo menor transformando UBS Clementino em Pronto Atendimento à Covid-19 sem prejudicar pacientes agendados que serão realocados para unidades próximas – Fotos: Ian de Freitas / PMTS

Vagas serão criadas na UPA Dr. Akira Tada, no Hospital Antena e na UBS Clementino, que será o Pronto Atendimento da COVID-19. Prefeitura ressalta que ninguém ficará sem atendimento

O governo Aprígio criará mais 30 leitos para o atendimento de pacientes com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus. Com a medida, a Prefeitura de Taboão da Serra elevará para 70 leitos, exclusivos para tratamento da COVID-19, o que corresponde a um aumento de 75% na capacidade de atendimento.

O anúncio da ampliação aconteceu na manhã desta quinta-feira, 04/03, em Coletiva de Imprensa realizada no auditório da Secretaria de Educação. 

Estavam presentes o presidente da Câmara Municipal de Taboão da Serra, Carlinhos do Leme e os vereadores Luzia Aprígio, Érica Franquini, Marcos Paulo, Ronaldo Onishi, Gallo, Sandro Ayres, Anderson Nóbrega, Nezito, Alex Bodinho, Enfermeiro Rodney e André da Sorriso. A vereadora Joice Silva não pôde estar presente por motivos de saúde. Também acompanharam a coletiva os secretários de Governo Mário de Freitas, de Manutenção Eduardo Nóbrega, de Assuntos Jurídicos Dr. Matheus Mota, de Educação Dirce Takano e de Comunicação Arnoldo Landiva. Os protocolos sanitários como o uso máscaras e o distanciamento entre os participantes foram respeitados. 

À ocasião, o prefeito Aprígio, a secretária adjunta de Saúde Thamires May e o coordenador de Vigilância Epidemiológica Dr. Milton Parron, falaram sobre a necessidade de ampliar o número de leitos para pacientes vítimas da COVID-19.  “Vivemos momentos difíceis em nosso país. O número de casos e de mortes pela COVID está crescendo rapidamente e precisamos tomar decisões rápidas, acertadas e eficazes para salvar vidas em nossa cidade”, disse Aprígio. “Para isso, criaremos mais 30 leitos. A UPA que já tem 40 leitos ganhará mais 14, seis serão criados na UBS Clementino e 10 no Hospital Antena, totalizando 70 leitos exclusivos para COVID-19”, afirmou o prefeito.

Na quarta-feira, 03/03, o Brasil registrou a triste marca 1.910 mortes em apenas 24h e 71.704 novos casos da doença. Em Taboão da Serra, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Akira Tada ultrapassou o limite de sua capacidade, com 43 internações, e a cidade registrava 12.121 casos confirmados e 408 vidas perdidas para o novo coronavírus.

Novos Leitos

Para solucionar o problema, o prefeito Aprígio e o Comitê de Enfrentamento à COVID-19 decidiram ampliar o número de leitos através de readequação de espaços públicos.  A medida é necessária para atender quem mais precisa, mas com economia do dinheiro público.

Na Unidade Mista de Taboão da Serra (Hospital Antena) haverá uma área de isolamento onde serão criados 10 leitos. A UPA Dr. Akira Tada, onde serão criados 14 novos leitos, funcionará de portas fechadas. O primeiro atendimento dos pacientes será feito no Centro de Triagem da COVID-19, que será instalado na Unidade Básica de Saúde (UBS) Jardim Clementino nos próximos dias.

“O local será referência no atendimento de pacientes com sintomas de gripe e fará a triagem dos casos suspeitos. Serão instalados seis leitos, haverá médicos 24h por dia e sete dias por semana. Além disso, haverá uma ambulância à disposição para a transferência de pacientes que precisem de internação”, destacou a secretária adjunta Thamires May.

Pacientes da UBS Clementino terão atendimento garantido 

Os pacientes da UBS Clementino serão remanejados para a UBS Suiná outras unidades próximas e o prefeito Aprígio reforça que ninguém ficará sem atendimento. “Ninguém ficará sem ser atendido. Quem tiver consulta agendada será avisado sobre a transferência e colocaremos vans na UBS Clementino para o transporte dos pacientes. Além disso, as UBS Oliveiras/Marabá e Suiná terão o horário de atendimento ampliado até às 19h”, ressaltou Aprígio.

Instalação e Custos

O prefeito Aprígio destacou a economia de criação dos leitos com a estratégia definida em conjunto com o Comitê de Combate à Covid-19. “A instalação do Centro de Triagem da COVID-19 na UBS Clementino custará aos cofres públicos cerca de R$920.000,00 por mês. Já no SER, para a mesma quantidade de leitos, os custos subiriam para R$2.900.000,00. Na UBS Clementino economizaremos cerca de R$2 milhões que poderão ser investidos em outras ações de saúde”, finalizou Aprígio.

Mais um argumento além do alto custo que inviabiliza criar os leitos no Serviço Especializado de Reabilitação (SER) é porque a unidade está absorvendo parte da demanda de atendimentos de fisioterapia dos pacientes do Hospital Geral do Pirajuçara. 

Ações de combate à proliferação da Covid-19

Desde o início da nova gestão, a Prefeitura de Taboão da Serra intensificou o trabalho de conscientização dos comerciantes e da população; Fiscais e guardas civis municipais fazem visitas em diversos comércios para realização de ações educativas com o objetivo de integrar a população com a preocupação e necessidade de evitar a proliferação da pandemia no município e informar sobre os horários restritivos determinados pelo Governo do Estado de São Paulo.


Por Vera Sampaio e Renata Gomes 

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.