Eleitores de Taboão têm de fazer biometria a partir de agosto para votar em 2020

Os eleitores de Taboão da Serra terão de passar por identificação da digital para poder votar nas próximas eleições, municipais, para prefeito e vereador, no ano que vem. A biometria se tornou obrigatória no maior colégio eleitoral da região em resolução aprovada na quarta-feira (17) pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). O recadastramento começa no próximo dia 1º de agosto e vai até 19 de dezembro – por meio de agendamento.

A Justiça Eleitoral aprovou a “revisão do eleitorado mediante incorporação de dados biométricos” dos 207.136 votantes de Taboão – até o mês passado, dado disponível, de acordo com o TSE. Portanto, a atualização do cadastro vale para os eleitores pertencentes às duas zonas eleitorais do município, a 324ª (centro expandido) – que hoje tem 90.440 votantes registrados – e a 416ª (região do Pirajuçara) – que contabiliza 116.696 eleitores (56,4% do total).

Os eleitores de Taboão estavam sendo chamados a realizar o cadastramento biométrico voluntário, mas a adesão ainda era considerada baixa – pouco mais de 1/3 do eleitorado (37%, cerca de 77 mil) passou pelo recadastramento até o momento. Os dois cartórios se juntaram e passaram a atender em um único endereço. Para fazer a biometria, os eleitores deverão comparecer à avenida Armando Andrade, 1.315, no Parque Santos Dumont (centro).

De acordo com o TRE-SP, o atendimento para a biometria deve ser agendado por meio do site www.tre-sp.jus.br. No dia marcado, o eleitor deve levar um documento de identificação original com foto e o comprovante de residência recente, com data que não tenha mais do que três meses; comprovante de quitação do serviço militar (homens com idade entre 18 e 45 anos) para o primeiro título; título de eleitor e comprovantes de votação, se possuir.

Com a captação biométrica obrigatória, com pouco mais de 200 mil eleitores, Taboão pode deixar de ter segundo turno nas eleições para prefeito em 2020, mesmo que o primeiro colocado não obtenha a maioria dos votos válidos (50% mais um). Em Embu das Artes, por exemplo, o número de eleitores despencou de 177.645, em 2012, para 149.651, em 2014, após realização da biometria, redução de 18,7% ou 27.994 eleitores – hoje Embu tem 182.254.

ADILSON OLIVEIRA
Especial para o VERBO ONLINE, em Taboão da Serra

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.