Prefeitura de Taboão dará cesta básica também a pais de alunos não beneficiários do Bolsa Família

A prefeitura de Taboão da Serra informou que irá entregar a partir desta semana uma cesta básica para famílias de alunos da rede municipal de ensino que não recebem o Bolsa Família e precisam de auxílio, em decorrência da pandemia da covid-19 – a cidade é a mais afetada na região, com oito mortes. A administração já está entregando os alimentos aos estudantes das famílias que são beneficiárias do programa, as de maior vulnerabilidade social.

O prefeito Fernando Fernandes (PSDB), em vídeo publicado na sexta-feira (10), falou inicialmente da ação em favor dos mais carentes. “Primeiramente, a prefeitura optou por atender os alunos de maior vulnerabilidade social, os inscritos no Bolsa Família. A prefeitura usou gêneros alimentícios da merenda escolar e comprou itens para reforçar a cesta básica que foi entregue a praticamente todas essas famílias, somando um total de 3.700 cestas”, disse.

Depois, Fernando anunciou a ajuda para mais lares taboanenses. “A Secretaria de Educação, integrada à secretaria de ação social, está fazendo um levantamento para identificar as famílias que estão necessitadas de auxílio e não fazem parte do Bolsa Família. A partir desta semana que vem, essas pessoas também vão passar a receber a cesta básica”, disse. Ele lembrou que o Estado está de quarentena até o dia 22 de abril, em decreto assinado pelo governador.

“Mas ainda não sabemos se depois dessa data as coisas voltarão ao normal. Todos teremos que fazer sacrifícios, portanto, peço a todos paciência e, principalmente, solidariedade, precisaremos nos próximos dias atender aos mais necessitados, além de redobrar a atenção com a nossa saúde e a de todos”, disse Fernando. Ele falou que muitas famílias da rede municipal são de classe média e pediu que elas “doem sua cesta para quem realmente precisa”.

Neste domingo, o “Fantástico” mostrou uma família pobre de Taboão que ainda não conseguiu retirar a cesta básica entregue pela escola municipal onde a filha de 9 anos estuda. “Eles ‘falou’ que tem uma lista, que estão chamando primeiro as pessoas que estão com mais necessidade, né?”, disse a dona de casa Denise dos Santos. Segundo o programa, a prefeitura confirmou que um novo levantamento está sendo feito para atender outras crianças.

Nesta segunda-feira, em novo vídeo, Fernando disse que, “neste período onde o distanciamento social é vital, precisamos redobrar os cuidados com as pessoas mais humildes”, ao pedir doações, em especial aos empresários da cidade. “Se você puder participar, doando alimentos não perecíveis, tais como feijão, arroz, enlatados, ou produtos de limpeza e higiene pessoal, como detergente, água sanitária, sabonete. Toda doação é muito bem-vinda”, disse.

“Você pode trazer a doação na prefeitura. Se estiver de carro, não precisará nem descer, um funcionário pegará os produtos. Se não puder trazer, pode ligar para a prefeitura pelo telefone 4788-5300, e iremos buscar na sua casa”, disse Fernando. Ele relatou que duas mil famílias receberam produtos lácteos, como iogurtes, fornecidos pelo Estado. “Vamos aumentar também as doações de alimentos da prefeitura para que não falte o que comer a ninguém”, frisou.

Por ALCEU LIMA,Especial para o VERBO ONLINE, em Taboão da Serra

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.