Qual será o perfil ideal que os empregadores buscam? E agora RH?

Temos vagas em aberto, porém não temos profissionais qualificados…Triste realidade! Detalhe, para se qualificar não precisa de dinheiro, basta internet, boa vontade e pesquisar, temos instituições excelentes com cursos gratuitos, e bem-conceituadas.

A escassez de profissionais torna- se altamente disputadas nessas brigas intensas por vagas no mercado de trabalho. Nesse cenário, os empregadores permanecem em busca de pessoas que se enquadrem melhor no perfil do profissional atual.

Isso significa que, atualmente, não basta apenas concluir o ensino médio e ir para o mercado de trabalho com um modelinho de currículo pronto.

As empresas querem mais e, com as novas tecnologias, necessitam de um número maior de profissionais multitarefas.

Portanto, é fundamental identificar qual é o tipo de trabalhador exigido atualmente e saber como se adequar aos novos tempos.

Entenda mais sobre o perfil do profissional que as empresas desejam:

A qualificação não é mais o único diferencial.

Engana-se quem acha que o mercado atual exige apenas alta qualificação para a execução de trabalhos, desde os mais simples até os mais complexos. Cada vez mais é preciso desenvolver habilidades. Temos bacharel em determinada profissão atuando ou buscando atuar em outros segmentos totalmente diferentes e com menos chances de lucros.

Afinal, como falamos, a concorrência e o nível dos profissionais se encontram cada vez mais elevados. Tendo a necessidade em pensar nas qualidades para suprir as necessidades das empresas de um setor ou tarefa. Atualmente, os profissionais mais requisitados do mercado são aqueles com: Boa conduta, flexibilidade, liderança aflorada (e respeitada), credibilidade, profissionais dedicados, criativos (esse requisito é importantíssimo!), responsável naturalmente, motivado (em especial para saber lidar com os desaminados “bolas murchas” das empresas), profissionais que saibam ouvir e atuar, falar menos, (só a profissão exigir que o verbal seja primordial).

E o principal: Ter preocupação com o cliente que na verdade, é o seu verdadeiro chefe, já dizia um palestrante…É muito importante saber demonstrar essas habilidades, na hora da entrevista em que lhe forem perguntadas.

Lembrando: Com calma, cautela e segurança, e principalmente não faltar com a verdade! Hoje, quem disputa uma oportunidade de emprego é capaz de entender o quanto o marketing pessoal é importante para alcançar seus objetivos, e não apenas na questão de ter um bom currículo.

Há quem consiga uma vaga e garanta um emprego por ter construído uma boa imagem nas redes sociais, na entrevista e também no seu meio de convívio pessoal. Nenhum empregador está em busca de um modelo (a), mas vá a uma entrevista com uma roupa clara que inspire higiene, não vá amassado, descabelado (a) com barba por fazer.

Alinhe-se! Mais uma dica: Está sem atuar com a CLT? Realize serviços voluntários, isso enriquece o currículo, fora que ocupa seu tempo e a sua mente. Por mais que sua necessidade financeira de trabalhar seja grande, experimente se candidatar às vagas que realmente combinem com sua personalidade. Os recrutadores estão de olho nos candidatos para garantir que tenham progresso e venham a contribuir para o desenvolvimento da empresa, nenhum recrutador quer contratar, por exemplo, uma pessoa para compras, que quer seguir carreira em outra área, os recrutadores sentem quando o candidato quer usar a vaga como “degrau” ou “esteio provisório”.

Durante a entrevista, a motivação, a argumentação e a interação contam pontos positivos e negativos. O processo seletivo é voltado, muitas vezes, para entender se o seu perfil combina com a vaga, se está satisfeito em relação aos benefícios e salários oferecidos e, principalmente, se deseja construir um plano de carreira dentro do segmento da empresa.

Além disso, não basta que um profissional seja proativo apenas consigo. Ele também deve ser capaz de observar como seus colegas estão agindo e auxiliá-los no dia a dia. Essa atitude é muito bem vista pelos recrutadores e profissionais de RH e pode colocar você de forma destacada na empresa, em especial após o seu período de experiência. Lembre-se de que, cada vez mais, é fundamental saber qual é o perfil do profissional atual e identificar quais pontos precisam ser melhor trabalhados por você mesmo.

Descubra-se, ou, redescubra-se! Assim, conseguirá se destacar não só em processos seletivos, mas também se tornar um profissional com mais habilidades e capaz de se atender às exigências do mercado.

Por Silvana Borba, profissional atuante há mais de uma década em gestão de pessoas e administrativa e colunista do #informativotaboao

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.