Conselheiras tutelares empossadas para os próximos 4 anos

Por Alex Natalino

As 10 conselheiras tutelares de Embu das Artes, eleitas por voto direto pela população em outubro, foram empossadas no domingo (10/1) durante cerimônia no Centro Cultural Valdelice Prass, e, nos próximos quatro anos, estarão à frente do órgão para proteger e orientar crianças e adolescentes do município sob a luz do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O Conselho Tutelar é a principal instância de defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes e tem como objetivos zelar, promover, orientar, encaminhar, definir, fiscalizar e tomar as primeiras providências quando crianças e adolescentes estiverem em situação de risco pessoal e social.

A novas conselheiras tutelares são: Andreia Patrícia Mozini Mori, Rosimeire Costa da Luz, Fabiana Pires Martins, Regina Helena Cezar Rodrigues Bonfiglioli, Kelly Aparecida Maestri da Rocha Silva,Thais do Prado Pereira Arruda, Angélica Mondeck Campanha, Elaine Pereira Dias,Waldívia da Silva Ferreira Pereira e Maria Shirlei da Silva Carraco.

O prefeito Chico Brito lembrou da queda brusca de casos de violação dos direitos das crianças e adolescentes em Embu das Artes, que teve 370 registros em 2015, aproximadamente, contrastando com períodos no passado que chegaram à marca de 1.300 casos ao ano.

“Não é por acaso que ocorreu essa diminuição, houve uma evolução graças a uma decisão política, desde o mandato de Geraldo Cruz, que teve continuidade na minha gestão, de ampliar e melhorar as condições de trabalho dos Conselhos Tutelares no município, com a estruturação, nos últimos 15 anos, da nossa rede de proteção social”, declarou o prefeito.

Chico Brito lembrou que o ECA é um instrumento para proteger e garantir direitos a todas as crianças e adolescentes, e não apenas a infratores como acreditam erradamente alguns, e visa o direito à moradia, educação, família, medidas socioeducativas, entre outros.

“Vocês mudaram a vida e o rumo de muitas crianças dessa cidade”, exaltou o prefeito, referindo-se à atuação dos conselheiros que concluíram seu mandato e foram homenageados com uma placa.

“Os conselheiros são mais importantes que nós, vereadores, deputado e prefeito, pois têm a missão de lutar em favor da vida, de tirar da cabeça da criança a fantasia do mundo do crime”, disse o deputado estadual Geraldo Cruz.

A experiente Waldívia da Silva Ferreira Pereira já foi conselheira tutelar em outra gestão e se reelegeu agora. Ela destacou o avanço da atuação do Conselho Tutelar no decorrer dos anos no município, aposta na continuidade do bom trabalho que vem sendo executado e vislumbra, junto com o grupo, apresentar novas propostas.

Aumentar a participação popular e democrática, levar ao conhecimento das comunidades o papel do Conselho Tutelar e trabalhar na prevenção e garantia de direitos. É o que acredita a conselheira tutelar, Fabiana Pires, em seu primeiro mandato.

Também foram empossados os seguintes suplentes de conselheiros tutelares: Klauss Moura Bernardino, Edna Silva Santos de Andrade, Elaine Ribeiro Cardoso, Maria Amélia Barros de Matos, Hidelbrando Rocha Pereira, Marlete Terezinha Fontoura, José Cristiano Magalhães, Roberto de Sena, Moacir Santos de Oliveira e Patrícia Oliveira Antoniolli.

Demais autoridades presentes: secretários Valdir Barbosa (Turismo), Edson Bezerra (Gestão Democrática), Francisco Iderval (Assuntos Jurídicos), Paulo Oliveira (Esporte), Clóvis Cabral (chefe de Gabinete) Comandante Dirceu (GCM); vereadores Clidão do Táxi, João Leite, Júlio Campanha, Carlinhos do Embu, Doda Pinheiro, Edvânio Mendes e Rosana Almeida; presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Alice Lima, ex-presidentes dos Conselhos Tutelares, Simone dos Santos Silva e Lucilene Nunes, e Arlete Silva (secretária de Assistente Social de Taboão da Serra).

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.