Taboão tem 2ª morte por coronavírus, de homem de 50 anos com doença cardíaca

A prefeitura confirmou a morte do segundo morador de Taboão da Serra pelo novo coronavírus, na manhã desta quinta-feira (2). A mais recente vítima fatal da covid-19 é um homem de 50 anos, que foi atendido em um hospital particular na cidade, o Family, e depois transferido para São Bernardo do Campo (ABC), onde veio a óbito. A primeira perda de pessoa residente em Taboão foi de uma idosa de 84 anos, que morreu em hospital privado em São Paulo.

O munícipe que não resistiu à infecção não faz parte da faixa etária de risco, o de idosos, mas se insere no outro grupo vulnerável ao coronavírus, o de pacientes com enfermidade preexistente. Ele tinha doença cardíaca. Até terça (31), dos 201 mortos até então registrados no Brasil, 107 tinham cardiopatia. Nesta quinta, o país já registra 6.931 casos e 245 mortes. O óbito confirmado é o terceiro na região, dois de Taboão e um de Embu das Artes, até agora.

Já os infectados confirmados em Taboão subiram para 37, elevação de quase 9% – no boletim desta quarta, eram 34. As notificações suspeitas passaram para 183, em torno de 6% a mais – ontem, eram 173. Outros 29 casos foram descartados. O registro de contaminados e o de mortes devem disparar no Estado e no país, por conta de mais agilidade nos testes. Até ontem, só no Estado, 16 mil exames aguardavam análise, 201 de pessoas que já morreram.

Por
ADILSON OLIVEIRA
Especial para o VERBO ONLINE, em Taboão da Serra

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.