Fernandes dá resposta a Aprigio que questionou deputada na ALESP

Nesta sexta- feira, 20, o prefeito Fernando Fernandes, durante coletiva para anunciar recursos para a construção do Complexo da Mulher, clique aqui para ver mais informações, respondeu o Deputado Estadual José Aprigio que questionou a Deputada Estadual Analice Fernandes, sua esposa, durante sessão plenária na última quarta- feira, 18, na Assembleia Legislativa de São Paulo, ALESP, referente ao que o prefeito Fernando Fernandes tem feito sobre moradias populares para a população Taboanense.

“Eu fui questionada no plenário da assembleia por um deputado aqui da cidade me perguntando quantas unidades habitacionais o prefeito de Taboão havia cosntruido e o que o prefeito de Taboão da Serra faz pela moradia da cidade. Eu disse a ele que ele deveria perguntar ao prefeito de Taboao, alias o plenario da ALESP nao é local para debate especifico de cada cidade ou lugar de lavar roupa suja. O que ele tiver que lavar ele lave aqui. Gostaria que o prefeito possa dar, enfim, a resposta aquele cidadão”, disse a deputada Analice.

Fernandes relembrou sua trajetória politica e foi falando das obras das quais participou ao longo de sua vida politica – como a assinatura do convênio do CDHU do Pq Laguna; ampliação do Sitio as Madres 2, 3 e 4; a retirada de 128 familias que viviam em cima do corrego; infraestrutura do Jd Saint Moritz, CDHU do Jacaranda; Regularização Fundiária; parceria para a Construção do Condominio João Candido – além de questionar o deputado sobre ser o homem mais rico da cidade e de vender moradias populares a preço de mercado.

“Viu Aprigio eu estou respondendo pra você, talvez você não conheça nossa historia, talvez você não conheça a historia do Taboão sobre a moradia. […] Foram essas as minhas participações em relação a moradia popular em Taboao da Serra. Eu não faço moradia popular para vender e vender a preço de mercado, onde o morador não consegue ter a escritura devido as irregularidades cometidas. O senhor queria saber o que eu faço? Eu fiz tudo isso! Eu quero saber o que o senhor fez, além de construir prédio para vender e se tornar o homem mais rico da cidade presidindo uma entidade que não tem fins lucrativos? Essa é a resposta que eu quero. Como que se torna o homem mais rico da cidade presidindo uma entidade sem fins lucrativos?” afirmou Fernandes.

Fernandes fez referência a Cooperativa Vida Nova onde o deputado José Aprígio é o presidente.

O presidente da ALESP, Cauê Macris, pediu aos “deputados não tragam brigas locais para esta Casa. Lembra que outros casos já ocorreram neste Parlamento. Solicita que seja mantida a boa harmonia do debate”. Clique aqui e veja o resumo da sessão plenária.

Por Williana Lascaleia, do gabinete do Prefeito

Deixe seu comentário - OPINE!

Seu email não será publicado.